Pular para o conteúdo principal

Nosso mais novo artigo

CAROLE E TUESDAY

A linda animação que propõe uma reflexão profunda sobre conexão entre Música e Alma
Imagem/Divulgação
Com um projeto de animação em cores vivas e cenários deslumbrantes, o anime produzido pelo estúdio Bones e dirigido por Shinichirō Watanabe (Cowboy Bebop e Samurai Champloo) e Motonobu Hori, navega por uma civilização recém futurista, em que o planeta terra está em colapso e aqueles com melhores condições sociais habitam Marte, onde robôs e máquinas com I.A (Inteligência Artificial) são parte comum do cotidiano. 
Toda a história tem como base a música e sua conexão profunda com a alma humana. Todavia neste futuro  as artes, em especial as músicas são criadas com tecnologia avançadas I.A. (inteligência Artificial), comandadas por empresas do entretenimento. 
As personagens principais da série são de mundos divergentes, Tuesday é parte da classe nobre Marciana, presa a imagem da mãe que vive pelo status social. Enquanto Carole é uma órfã abandonada pelos pais imigrantes do planeta …

TOP 5

Animes para quem não gosta de Animes


Essa lista conta com cinco dicas de animes para quem não curte animes. Sabe aquele seu amigo que tem um certo preconceito com animes, ou a sua namorada que acha coisa de criança ver desenho japonês, ou até mesmo você, que tem curiosidade em se aprofundar nessa universo. A lista a seguir cita em sua maioria séries curtas, com opção de assistir em um final de semana apenas, cujo os traços embora sejam animes, não são tão tradicionais como em outras séries e a característica cultural japonesa é menos acentuada, mais próximo ao nosso padrão ocidental. Animes que vão desde cultura Hip Hop a tons investigativos dignos de filmes de Serial Killers. Perfeitos para quem acha animes muito infantis, estranhos ou chatos. 

Confira a lista abaixo:



Cuidado! Ministério do Japão Adverte, animes são um vício, ao entrar nesse universo não há volta! Vai ser um anime atrás do outro. 

Você foi avisado...

1. Afro Samurai 


Obra criada por Takashi Okazaki e adaptada na versão anime em 2007. Um dos poucos animes cujo o protagonista é negro, conta com apenas 5 episódios de pura adrenalina e cultura Soul/Hip Hop. A história gira em torno do samurai Afro em um japão feudal futurista pós apocalíptico, onde o mais forte é conhecido como número Um, ditando as regras do mundo, entretanto ele só pode ser desafiado pelo seu posto, pelo número Dois e assim por diante, em busca de vingança o protagonista precisa chegar ao topo. Uma excelente obra para quem não gosta de animes e tem curiosidade, pois mistura a cultura mais ocidental com o oriente, e claro, o dublador da voz do personagem principal é ninguém menos que Samuel L. Jackson. 

2. Devil May Cry 


O famoso jogo de videogame da Capcom, top das paradas do Playstation 2. O anime produzido pelo estúdio Madhouse e dirigido por Shin Itagaki, lançado em 2007, conta com 12 episódios. Essa adaptação é pura ação e acompanha a narrativa do jogo, cada episódio é focado em uma história, é quase impossível não terminar esse anime em um só dia. Para aqueles que têm nostalgia pelo jogo e gostam de muita adrenalina e essa é uma excelente opção. A rumores de uma nova série em anime sendo produzida pela Netflix. 

3. B: The Beginning 


Falando em Netflix, o anime de 2018 B: The Beginning não deixa nada a desejar. Esse obra é a mistura perfeita de ação e mistério. O tom investigativo do anime, lembra as séries de detetive, com um ar sério, dramático e misterioso, enquanto em paralelo se desenrola uma trama, que envolve seres com poderes sobre humanos e um Serial Killer perigoso. O anime tem 12 episódios e um final surpreendente, foi produzido por Kazuto Nakazawa e Yoshiki Yamakawa que já fecharam uma possível segunda temporada. Por seu enredo lembrar séries investigativas policiais, aqueles que não estão acostumados com o universo dos desenhos japoneses e sua cultura, podem vir a gostar dessa adaptação. 

 4. Street Fighter II V 


Outro aclamado jogo da Capcom, o anime Street Fighter II V dirigido por Gisaburō Sugii não poupa ação, com uma pegada semelhante aos filmes de luta dos anos 90, a obra é um excelente revival para quem curtia o jogo. A história segue um pouco diferente do enredo de Street Fighter II mas continua com as aventuras de Ryu e Ken no caminho das artes marciais. Essa série da época das fitas VHS não decepciona, embora antigo, seus traços e qualidade de imagem são impecáveis, o enredo bem elaborado e as cenas de luta são de tirar o fôlego, acompanhadas de uma trilha sonora frenética. O anime de 1995 tem 29 episódios e pode ser encontrado na Netflix. 

5. Avatar: The Last Airbender 


Para fechar a lista faço o caminho inverso, embora não seja um anime, a série de desenho americano criada por Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko tem fortes influências da cultura oriental e dos animes em geral. Lançada em 2008 e transmitida no Brasil pela Nickelodeon, possui ao todo 61 episódios, divididos em 3 temporadas. Avatar conta a história de Aang uma criança escolhida pelo destino para ser o Avatar, aquele que pode dominar todos os quatro elementos e acabar com a guerra iniciada pelo império dos dominadores de fogo. A série traz todos os elementos de um anime, entretanto com uma visão e estilo americano, a mesma foi tão aclamada que em 2010 teve uma adaptação em live-action para os cinemas, dirigida por M. Night Shyamalan. Para aqueles que não gostam de animes mas curtem um bom desenho, quem sabe esse não te anima a começar a mergulhar nesse universo. 

Concorda com a lista? Faltou algum anime? Comente o que achou, dê uma ideia para próximo top 5, iremos postar um desses todo mês, com diversos temas e dicas de animes e mangás para assistir e ler. Até a próxima! 

 * Todo conteúdo exposto neste Blog pode ser usado livremente para fins acadêmicos e ou pessoais, só peço por gentileza que, ao expor , colocar aquela referência esperta da sua fonte de informações, é como dar um like antes de compartilhar, ajuda na divulgação e evitar plágios, grato a todos!

Comentários

Postagens mais visitadas